Queridos leitores/seguidores: Fechei o blog não por motivo de manutenção, mas por motivo de dúvida. Não sei o que fazer com ele no momento. Possivelmente eu o excluirei, mas não decidi sobre isso ainda. Pensarei no assunto durante esses dias e irei avisá-los em breve. Caso queiram entrar em contato comigo, visitem meu outro blog: kaze--hikaru.blogspot.com Agradeço as visitas, os convites de parceria que me fizeram e os últimoes comentários. Infelizmente, não serei capaz de respondê-los/retribuí-los no momento, por motivos pessoais. Muitas coisas tem ocorrido comigo ultimamente, e preciso lidar com elas, e manter vários blogs durante esse período da minha vida não é mais possível. Gosto muito de todos vocês, e com certeza sentirei saudades! Um grande abraço, - A Garota da Casa 12

Doce da Semana: Wagashi

Hoje, na tag Doce da Semana, pensei em trazer algo diferente. Algo que a maior parte de vocês não conheçam. É um doce japonês, chamado wagashi (como devem ter adivinhado pelo título). No Japão, não havia açúcar, nem mel para poder adoçar os pratos. Então, como é que eles faziam? Bem, eles eram rodeados por inúmeras lindas cerejeiras, mas seu fruto era azedo, horrível para um paladar refinado. Então, essa possibilidade foi descartada. Mas, como o homem sempre dá um jeito quando não tem o que quer, os japoneses encontraram uma forma de adoçar a vida. 
Com o início do cultivo de arroz na Era Yayoi (500 a.C. - 300 d.C.), dos grãos eles fizeram uma pasta doce chamada amasaki; juntamente com uma infinidade de bolinhos e doces. É um prato saudável, pois leva em seus ingredientes, grãos, leguminosas, algas (kanten), batatas, sementes de gergelim e pouca gordura vegetal.
Ele está presente em várias comemorações do ano, como o oshougatsu (Ano Novo), hinamatsuri (Dia Das Meninas), tango no sekku (Dia das Crianças), ochakai (Cerimônia do Chá), e outras. Mas não pense que é algo parecido com sorvetes, tortas, manjares, bolos; pois este doce tem um sabor muito sutil, pouco adocicado, e fica maravilhoso com uma xícara de chá (principalmente se for japonês).
Fonte: ZAPPI, Lucrecia. Mil-Folhas: A História Ilustrada do Doce. São Paulo: CosacNainfy, 2010. (Para saber mais sobre este livro, clique aqui)
Site: Nipocultura
Créditos das Imagens: Imagem 1 Imagem 2 Imagem 3

5 comentários :

  1. Eu não iria gostar desse doce!
    http://magic--teens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Huum... Será que e´boom?

    Passando aki para avisar que as votações já começaram!

    Kisses~~

    http://territorioteen-suh.blogspot.com.br/2012/06/participantes-do-concurso-super-teens.html#more

    ResponderExcluir
  3. nossa tem uma carinha ottimaaa!!
    queria experimentar!!
    *--*
    lindinho seu blogg!!
    tô seguindoo!
    beijinhos!
    http://janainaricieri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É tipo mochi ñ é?
    Beijo;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, deve ser um pouco parecido com isso. Só que é colorido. Beijos ;)

      Excluir

Leia antes de escrever algo:
★ Muito obrigada por comentar ^.^
★ Por favor, seja educado. Nada de xingamentos.
★ Críticas são sempre bem-vindas, desde que construtivas.
★ Aceitamos tags e selinhos que nos interessarem.
★ Deixe o link de se blog! Retribuiremos a visita e o comentário na medida do possível.

 
Layout feito por Lee Juliette | Não retire os créditos